Red Light District

Red Light District

O Red Light District é um bairro polémico no coração do centro histórico de Amesterdão. A zona mais antiga de Amesterdão, chamada De Wallen para os locais e de Red Light District para os turistas, é a mais conhecida de toda a cidade.

Sem sombra de dúvida que quando se evoca o nome “Amsterdam”, há duas coisas que vêm à cabeça das pessoas: prostitutas no Red Light District e as famosas Coffee Shops onde se pode fumar marijuana legalmente.

Basicamente o Red Light District de Amesterdão (Bairro da Luz Vermelha) é uma rede de becos e ruelas, ao longo do canais do centro antigo da cidade, onde prostitutas se mostram atrás das janelas, iluminadas com luzes vermelhas. Para aqueles que procuram sexo em Amesterdão, este local é o paraíso.

O distrito da luz vermelha de Amesterdão, também conhecido como De Wallen, De Walletjes ou Rossebuurt – é o maior e mais conhecido distrito da luz vermelha da cidade, e é uma atracção turística tal como o Museu Rijksmuseum ou a Casa de Anne Frank. Sim é verdade!

Red Light District

Nesta zona encontram-se também entre vários outros pontos de interesse: O primeiro e mais antigo museu do sexo – Venustempel Sex Museum; Um museu erótico – Erotic Museum; Um Museu dedicado à prostituição – Museum of Prostitution.

Porque existe um bairro de prostitutas no centro de Amesterdão?

O bairro da luz vermelha de Amesterdão existe desde o século XIV e continha muitas destilarias e fábricas de cerveja, servindo então principalmente marinheiros. No século XVII, quando os comerciantes se mudaram para o novo bairro do canal, o distrito ficou controlado por proxenetas (cafetões) e prostitutas.

Pode-se tirar fotos no Red Light District?

De Wallen Amesterdão

Sim e Não. Pode tirar fotos à vontade nos lugares turísticos como edifício históricos, igrejas, canais, etc. Mas não tire fotos às empresas ligadas ao sexo no distrito da luz vermelha. Estes não toleram fotos e se for apanhado a tirar fotos, especialmente perto de um bordel, provavelmente terá sua câmara confiscada, ou no pior dos casos pode mesmo ser espancado. Isso inclui fotos e vídeos tirados com o telemóvel (celular). Pode tirar fotos à generalidade do bairro, incluindo os bordéis e as sex shops de longe, mas nunca directamente.

Passear no Red Light District de Amesterdão à noite

Visitar o Red Light District


As prostitutas em Amesterdão têm sido muito toleradas ao longo dos últimos anos pela Holanda, numa tentativa de eliminar qualquer prática não segura e/ou forçada de prostituição.

Assim sendo, são dadas condições para que o possam fazer em segurança, como por exemplo o controlo por vídeo vigilância durante 24 horas.

É também por esta forma que é possível assegurar um ambiente seguro para todos, para os moradores da zona, os visitantes e as prostitutas.

É totalmente proibido tirar fotografias às mulheres que estão nas janelas.

No Red Light District além de inúmeros locais ligados ao sexo e/ou prostituição há também algumas lojas bastante interessantes de vestuário, designers e de vários outros artistas, e claro dezenas de Coffee Shops.

Em algumas áreas de Amesterdão, há proibição pública de álcool. O distrito da luz vermelha é uma dessas áreas. É proibido beber álcool nos espaços públicos (nas ruas) e é proibido ter garrafas ou latas de bebidas alcoólicas consigo.


Excursões ao Red Light District



Pontos de interesse histórico


  1. Oude Kerk, uma das igrejas mais antigas da cidade com os seus lindos vitrais, tecto em abóbada e pináculos de estilo gótico.
  2. Zeedijk, uma das ruas mais antigas de Amesterdão, que atravessa De Wallen e é a principal rua da Chinatown, cheia de uma grande variedade de restaurantes e um impressionante templo budista.
  3. A Igreja de São Nicolau (Sint Nicolaasbasiliek) fica muito perto da Central Station e é a principal igreja católica da cidade.
  4. O Museu Ons’ Lieve Heer op Solder (Nosso Senhor no Museu do Sótão) que é uma casa do século XVII cuidadosamente preservada, com uma igreja inteira escondida nos três últimos andares. Esta igreja antiga foi construída para que os cristãos católicos pudessem rezar livremente sem serem perseguidos pela Igreja Reformada Neerlandesa.
  5. Oudezijds Armsteeg são seis casas Delft Blue maravilhosamente restauradas.
Red Light District

Red Light District

De Wallen Generalidades Sexo
O Red Light District é um bairro polémico no coração do centro histórico de Amesterdão. A zona mais antiga de...
Read More
Igreja de São Nicolau

Igreja de São Nicolau

De Wallen Edifícios Religiosos
Igreja de São Nicolau Amsterdam A igreja de São Nicolau de Amesterdão A Igreja de São Nicolau (Sint Nicolaasbasiliek) fica...
Read More
Museu Ons’ Lieve Heer op Solder

Museu Ons’ Lieve Heer op Solder

De Wallen Museus
Museu Ons' Lieve Heer op Solder Amsterdam O Museu Ons' Lieve Heer op Solder em Amesterdão O Museu Ons' Lieve...
Read More
Igreja De Oude Kerk

Igreja De Oude Kerk

De Wallen Edifícios Religiosos
Igreja De Oude Kerk Amsterdam A igreja De Oude Kerk de Amesterdão Em pleno Red Light District encontra-se um segredo...
Read More

Hotéis no Red Light District



O distrito da luz vermelha de Amesterdão está situado no coração da cidade. A uma curta caminhada de 5 minutos estará perto do bairro mais polémico da cidade. Portanto, se está à procura de um hotel nesta zona histórica, pode reservar praticamente qualquer hotel localizado perto da Praça Dam, da Estação Central ou da estação de metro Amsterdam Nieuwmarkt.

Booking.com

Red Light District de Amesterdão

Outras página sobre este bairro

Por que o Bairro da Luz Vermelha de Amsterdã pode acabar – Em julho de 2018, Femke Haselma, uma cineasta de 56 anos e ex-líder do partido verde GroenLinks na Câmara dos Deputados da Holanda, tomou posse como a primeira prefeita da história de Amsterdã. Logo de cara, uma de suas medidas foi aumentar a presença de seguranças no folcloricamente lascivo Bairro da Luz Vermelha.

O Red Light District, famoso bairro de Amesterdão, pode não sobreviver à pandemia – O famoso Red Light District, em Amesterdão (Holanda), conhecido pelos cafés onde o consumo de cannabis é permitido e pelas montras de trabalho sexual, pode não sobreviver à pandemia. As medidas de contenção – que levaram ao encerramento do comércio e à proibição da entrada de turistas no país – fragilizaram a economia do bairro, cujos moradores lutam por mudanças.

Amsterdã estuda tirar prostituição do Bairro da Luz Vermelha – Turistas embriagados e desrespeito a profissionais no distrito De Walletjes motivam prefeitura da capital holandesa a propor local alternativo para indústria do sexo. Inspiração veio do edifício Pascha, em Colônia.

Bairro Vermelho de Amsterdã ganha novas regras para proteção das prostitutasAmsterdã decidiu regular as visitas guiadas pelo Red Light District (Distrito da Luz Vermelha ou Bairro Vermelho) para proteger a intimidade das trabalhadoras sexuais, o que inclui a proibição de tirar fotos, a obrigação de dar as costas às vitrines e de mostrar respeito com as prostitutas.

O “Red Light District” de Amesterdão dificilmente continuará o mesmo. O problema não é a prostituição, são os telemóveis e turistas – “A prostituição faz parte de Amesterdão”, diz a presidente da câmara, que não a tenciona proibir. Mas o desrespeito pelas mulheres, a exploração e as fotografias indesejadas vão ser combatidas.

Como é o Distrito da Luz Vermelha, em Amsterdã? – Conheça os detalhes de um dos pontos turísticos mais famosos da Holanda.

Walking Tour Pelo Distrito Da Luz Vermelha Em Amsterdam – Distrito da Luz Vermelha ou Red Light District em Amsterdam é com certeza um dos lugares mais curiosos e interessantes em uma visita pela cidade. Praticamente todos que planejam sua visita à capital holandesa já ouviram boatos e historias sobre o Distrito da luz Vermelha, então nada melhor do que fazer a visita pessoalmente quando estiver por lá.

Bairro Vermelho – O que é e quando ver o Bairro – O Bairro Vermelho é uma das zonas mais turísticas de Amsterdam. As luzes vermelhas decoram as vitrines onde as prostitutas se exibem aos transeuntes.

Red Light District de Amesterdão – Leia informação de como se deve comportar no Bairro da Luz Vermelha. De bordéis, a lojas de sexo, a museus, o Red Light District não deixa espaço à imaginação.

O Bairro da Luz Vermelha – O Red Light District ou Bairro da Luz Vermelha de Amsterdam é, sem dúvida alguma, o principal ponto turístico de Amsterdam e foi uma agradável surpresa. O lugar é muito curioso e por mais que algumas pessoas torçam o nariz sobre isso, vale muito a pena ir pra se ver de perto algo que parece um pouco surreal para uma capital europeia.

Bairro Vermelho de Amesterdão ganha rádio – O célebre Bairro Vermelho de Amesterdão, na Holanda, onde trabalham cerca de três mil prostitutas, tem uma nova atracção turística. A rádio Red Light, que começou as suas emissões há pouco mais de uma semana, tem como principal objectivo dar voz às trabalhadoras do sexo que se exibem nas montras sob luzes vermelhas de néon.

Uma Viagem ao Bairro Vermelho de Amesterdão – Um mundo vermelho de prostitutas nas suas montras, clientes com tesão que procuram divertimento e amor, crianças que por ali percorrem as ruas para irem à escola, igrejas que outrora albergavam a religião cristã no centro da vida boémia.




I amsterdam City Card


O I amsterdam City Card é uma maneira mais barata e mais fácil de viajar em Amesterdão.

  1. Entrada grátis em mais de 50 museus e outras atracções incluindo o Rijksmuseum, Museu Van Gogh, Natura Artis Magistra, Museu Científico NEMO, etc.
  2. Transportes públicos grátis e com viagens ilimitadas por 24, 48, 72, 96 ou 120 horas.
  3. Cruzeiro grátis pelos canais com duração de 1 hora.
  4. Descontos e promoções em espectáculos e restaurantes.

Alojamento em Amesterdão